UFPA cria sistema de Bolsas para a permanência estudantil

46.610 pessoas disputaram uma vaga no Processo Seletivo Seriado 2009, mas apenas 5.049 delas conseguiram entrar na UFPA. Não seria uma pena se, depois de tanto esforço, esses estudantes não conseguissem concluir seus cursos de graduação? É o que pensa a Universidade Federal do Pará. Para ajudar os alunos a terminarem seus cursos universitários, a Instituição criou as Bolsas de Permanência Estudantil. O edital da seleção já está disponível e as inscrições iniciam nesta segunda-feira, dia 1º de junho.



O Projeto, que faz parte da Política de Assistência Estudantil da UFPA, busca identificar alunos de graduação em situação de vulnerabilidade socioeconômica e procura ajudá-los ofertando bolsas de apoio à alimentação, ao transporte, à moradia, às atividades didático-pedagógicas e às atividades acadêmicas, além de proporcionar-lhes acesso ao atendimento psicossocial. “As Bolsas atenderão os nossos alunos que enfrentam dificuldades, como as  pessoas que vêm do interior do Estado, por exemplo, e como o número de Bolsas é cumulativo, os alunos que mais precisam receberão mais investimentos. Cada estudante poderá participar de até três modalidades de Bolsa”, explica Regina Feio, vice-reitora da UFPA e coordenadora da UFPA Multicampi.



Para Regina Feio, embora os universitários de Belém também necessitem de apoio da Universidade, o Programa de Bolsas de Permanência “certamente beneficiará, principalmente, os  universitários dos campi do interior, os quais  sofrem mais com problemas de distância, isolamento e falta de oportunidades e de variedades em atividades econômicas”. A vice-reitora lembra, ainda, que as Bolsas não são destinadas apenas aos universitários que entraram na UFPA pelo sistema de cotas. “Muitas vezes, alunos que cursaram o ensino médio com bolsas de estudo em escolas particulares estão em condição socioeconômica mais frágil que os que estudaram em escolas da rede pública”, acredita.



“A Universidade avançou muito no que diz respeito à assistência estudantil. Com o sistema de cotas, podemos proporcionar mobilidade social, mas precisamos ampliar as oportunidades para os que têm menos, garantindo que se formem. E essa não é uma iniciativa isolada. Hoje, a UFPA tem orçamento para manter com sustentabilidade nossas iniciativas de políticas de apoio aos estudantes”, garante Alex Fiúza de Mello, reitor da UFPA.



Para participar do Programa de Bolsas, é preciso ser aluno regularmente matriculado em um dos cursos de graduação da UFPA; ter renda familiar de até dois salários mínimos; ter preenchido corretamente o Questionário Socioeconômico e Cultural – QSEC, na página da UFPA; e ter preenchido a ficha de inscrição on line (SIBOP) disponível no site da Pró-Reitoria de Extensão, declarando interesse em participar da seleção da Bolsa.



O Sistema de Inscrição no Bolsa Permanência (SIBOP)
está recebendo inscrições entre os dias 1º e 20 de junho. Logo depois, entre os dias 22 e 26 de junho, os estudantes deverão apresentar documentos pessoais de identificação, de vínculo com a UFPA e um comprovante de residência. O resultado final da seleção será divulgado no site da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), no dia 15 de agosto de 2009. A avaliação para as bolsas de permanência será baseada na ficha de inscrição, na análise dos documentos apresentados, em uma visita domiciliar e em uma entrevista. Todas as etapas são de caráter eliminatório. Clique aqui e acesse o edital da seleção.

Conheça as 1.710 Bolsas de Permanência Estudantil da UFPA:


- Serão 700 Bolsas de Apoio à Moradia, no valor de trezentos reais, voltadas aos estudantes que não dispõem de vaga gratuita em residência estudantil ou se encontrem sem condições de arcar com o custo da moradia;


- Serão 110 Bolsas de Apoio ao Transporte no valor de cem reais, destinadas aos estudantes que não residem no município em que estuda ou se encontrem sem condições de arcar com o custo de transporte;


- Outras 350 Bolsas de Apoio à Alimentação no valor de cem reais, destinadas aos estudantes que estudem em campus onde não há a possibilidade de oferta gratuita ou subsidiada de refeição ou se encontrem sem condições de arcar com os custos da refeição. Em Belém, onde há restaurantes universitários, os estudantes receberão contemplado atendimento gratuito;
- Também serão distribuídas 440 Bolsas de Apoio Didático-Pedagógico no valor de cento e dez reais mensais e serão destinadas ao estudante que não possui condições de arcar com os custos do material didático.


- 110 pessoas receberão Bolsas de Apoio às Atividades Acadêmicas no valor de trezentos reais mensais e serão entregues aos universitários engajados em atividades acadêmicas com carga horário de vinte horas semanais.



Serviço:

Inscrições para Bolsas de Permanência Estudantil

Período: 1º a 20 de junho

Site: www.proex.ufpa.br


Clique aqui
para ver o edital da seleção


Informações: 3201.7268


Texto: Glauce Monteiro – Assessoria de Comunicação da UFPA

Foto: Mácio Ferreira - Ascom UFPA




 

Publicado em: 04.06.2009 14:28