Gaema apresenta relatório técnico de desabamento de prédio para discentes de Engenharia Civil

Estudantes de Engenharia Civil da Universidade Federal do Pará, da Universidade da Amazônia (UNAMA) e da Faculdade Ideal (FACI) tiveram contato direto, pela primeira vez, com o laudo sobre a queda do edifício Real Class, que desabou em Belém, no dia 29 de janeiro deste ano. O laudo foi apresentado aos discentes, nesta segunda-feira, 25, pelo Grupo de Análise Experimental de Estruturas e Materiais (Gaema) da Faculdade de Engenharia Civil do Instituto de Tecnologia (ITEC) da UFPA, que elaborou o estudo.

 

O encontro aconteceu no Auditório Setorial Profissional do Campus da UFPA e contou com a presença de alguns professores doutores do curso de graduação que trabalharam na elaboração do relatório, entre eles, Dênio Ramam de Oliveira, coordenador do GAEMA; Manoel Diniz Peres, diretor da Faculdade de Engenharia Civil; e Alcebíades Negrão Macedo, diretor adjunto do ITEC.

 

“A tragédia do desabamento do Real Class trouxe muitos ensinamentos. Então, diante disso, a divulgação do relatório técnico feito pelo Gaema a discentes de Engenharia Civil de Belém se faz importante na medida em que esses futuros profissionais poderão levar consigo, como referência e aprendizado, um exemplo de erro que nunca poderão cometer ao longo de suas carreiras”, afirma o professor Manoel Diniz Peres, ao avaliar a importância do encontro com os futuros engenheiros.

 

O laudo elaborado pelo Grupo foi coordenado pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Pará (CREA-PA) e foi apresentado pelo Grupo a esse órgão em 11 de março deste ano. Embora a entrega do documento técnico ao CREA tenha acontecido há mais de um mês, só agora os professores puderam apresentá-lo aos estudantes, já que o coordenador Dênio Ramam de Oliveira estava ministrando aulas em Parauapebas e, além disso, faltava também liberação da divulgação por parte do CREA, o que aconteceu apenas recentemente.

 

Programação – A divulgação começou com o professor Manoel Diniz Peres, reforçando a importância do encontro. Após isso, a reunião foi comanda pelo professor Dênio Oliveira, que frisou a contratação dos serviços do Grupo pelo CREA, a fim de se chegar a um parecer técnico sobre as causas da queda do edifício em Belém. Após esse momento, o coordenador explanou aos discentes presentes, meticulosamente, cada item que foi levado em consideração no estudo, o qual apontou problemas na concepção estrutural do projeto do prédio como conclusão. O docente ainda enfatizou que, ao todo, sete professores da Faculdade de Engenharia Civil da UFPA participaram do processo.

 

Dentre os acadêmicos de Engenharia Civil que compareceram ao Auditório Setorial Profissional, esteve presente a discente do sexto período Odely Silva, da UFPA. Ela mostrou-se privilegiada com a participação na aula de divulgação do laudo e considerou o momento de grande importância para a sua trajetória profissional. “Vejo esse momento como uma prerrogativa. Nós, estudantes, estamos tendo a chance de conhecer detalhes de um acontecimento importante, que, embora tenha sido trágico, marcou a construção civil do Pará. E poder participar desse processo está sendo muito valioso para o futuro da minha carreira. Essa tragédia nos trouxe e nos trará ainda muitos aprendizados, o que nos ajudará a não cometer os mesmos erros cometidos com o Real Class”, avalia a estudante.

 

Memória – O Edifício Real Class foi projetado para ser um prédio residencial e teria, ao todo, 34 andares. O empreendimento desabou antes mesmo de ser inaugurado. A queda ocorreu em 29 de janeiro deste ano, na travessa 3 de Maio, no bairro São Brás, na capital paraense. A tragédia deixou três mortos.

 

Texto: Paulo Henrique Gadelha – Assessoria de Comunicação da UFPA

Foto: Alexandre Moraes

Publicado em: 26.04.2011 16:00