CEPS divulga resultado do concurso de técnico-administrativos

O Centro de Processos Seletivos da UFPA (Ceps) divulgou nesta terça-feira, 25, o resultado final do concurso público para o provimento de cargos da Carreira de Técnico-Administrativo em Educação para o quadro de pessoal da Universidade Federal do Pará (UFPA). Foram 7.217 mil candidatos inscritos para disputar as 43 vagas destinadas aos cargos de níveis de classificação C, D e E, com lotação nos municípios de Altamira, Belém, Bragança e Breves.

O cargo mais concorrido foi de Assistente em Administração (Belém), com 2.143 candidatos disputando 5 vagas, seguido pelo cargo de Auxiliar em Administração (Belém), com 2.059 candidatos disputando 7 vagas. Em ambos, uma vaga era destinada a portadores de deficiência.

Recurso - Os candidatos que pretendem pedir recursos administrativos terão o prazo de 48 horas depois da publicação do resultado final do concurso. O pedido deve ser protocolado das 8h às 12h e das 14h às 17h, no Protocolo Geral da UFPA, localizado no térreo do prédio da Reitoria, ou enviado via SEDEX para o endereço: Rua Augusto Corrêa, nº 1, Cidade Universitária “Professor José da Silveira Netto”, Bairro do Guamá, CEP: 66075-110, Belém/PA. Não serão aceitos recursos via fax nem correio eletrônico, e não serão aceitos pedidos de revisão de recursos.

“É necessário que os candidatos estejam atentos ao fato de que a homologação obedece ao que dispõe o Decreto nº 6.944/2009, o qual estabelece o número de candidatos aprovados relacionados ao número de vagas disponibilizadas a cada cargo. Então, para o cargo que só tem uma vaga, por exemplo, só serão homologados os cinco primeiros candidatos. Para chegar a esses cinco, usamos critérios de desempate”, esclarece o coordenador pedagógico do Ceps, Arquimimo Almeida.

Próximas etapas - Depois do período de recursos, e não havendo nenhum provimento, o resultado será homologado por meio de uma publicação no Diário Oficial da União. Em seguida, a Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal da UFPA (Progep) fará a convocação dos candidatos, informando quais são os procedimentos que cada candidato deve ter.

As pessoas classificadas para as vagas de portadores de deficiência passarão por um exame médico, assim como todos os outros candidatos selecionados, porém, no caso dos portadores de deficiência, é um exame ainda mais criterioso, o qual deverá verificar se a deficiência declarada na inscrição existe e se ela é compatível com o cargo que o selecionado irá desempenhar”, explica Arquimimo Almeida. Depois da nomeação, da posse e do exercício, o servidor cumprirá estágio probatório de três anos, nos termos da legislação vigente.  

 

Clique aqui para conferir o resultado final.

 

Texto: Igor de Souza – Assessoria de Comunicação da UFPA

 

Publicado em: 25.10.2011 19:41