UFPA começa a atualizar cadastro acadêmico de seu alunado

                                                                          

O recadastramento dos alunos da Universidade Federal do Pará é uma ação institucional que está sendo desenvolvida de forma conjunta pela Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan), Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (Proeg), pelo Centro de Indicadores e Registros Acadêmicos (Ciac) e o Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (Ctic). Alunos da graduação, capital e interior, incluindo estudantes habilitados pelo Plano Nacional de Formação (Parfor), e mais os  alunos da pós-graduação stricto sensu devem participar.

 

Atenção - O sistema de atualização cadastral é online e deverá ser preenchido tanto por alunos veteranos quanto por calouros, estes últimos, deverão fazê-lo no ato da habilitação ao vínculo institucional. Aqueles que, porventura, não realizarem o preenchimento dos dados não poderão matricular-se no primeiro semestre letivo de 2012. O recadastramento será realizado em dois períodos. O primeiro ocorre de 12 a 23 de dezembro e é voltado aos estudantes do período intensivo, ou seja, dos cursos que são ofertados nos meses de férias, como janeiro, fevereiro, julho e agosto. O segundo ocorre de 12 de dezembro a 6 de fevereiro de 2012, para os alunos dos cursos de período extensivo.

 

Todos os recadastramentos deverão ser homologados pelos diretores de faculdades, as quais os alunos pertencem. Os diretores das faculdades às quais estejam vinculados os cursos de período intensivo poderão realizar a homologação no período de 12 a 23 de dezembro; e os diretores das faculdades às quais estejam vinculados os cursos de período extensivo poderão realizar a homologação dos recadastramentos efetuados no período de 12 de dezembro a 13 de fevereiro de 2012.

 

Lançamento do Sistema - No dia 12 deste mês, o Sistema de Habilitação Online (SHO), para atualização cadastral de alunos veteranos, será lançado no Portal da UFPA por meio de um banner para ser acessado conforme os prazos estipulados. Haverá terminais de computador à disposição na UFPA para que alunos com dificuldades de acessar a internet possam fazer a atualização de seus dados com maior comodidade no próprio campus. Os alunos terão, ainda, a oportunidade de encontrar por todos os campi faixas, cartazes e outros materiais informativos com orientações de como proceder o recadastramento.

 

Segundo explica o pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Erick Pedreira, “esse banco de dados nos permitirá um ‘raio x’ mais fiel da comunidade acadêmica”. Além de traçar um perfil do alunado da UFPA, as informações prestadas devem facilitar, inclusive, a inscrição e participação dos alunos da UFPA no Exame Nacional de Desempenho (Enade). O recadastro será também requisito para que o aluno possa pleitear qualquer tipo de concessão de bolsas de pós-graduação no âmbito da UFPA e o repasse de recursos para o orçamento da Instituição para os próximos anos.“Isso representa um movimento no sentido de envolver toda a comunidade em uma ação conjunta que visa a melhoria de nossos procedimentos”, sintetiza o pró-reitor.

 

Censo da Educação Superior - Atualmente, cerca de oito mil alunos regulares da UFPA necessitam de uma atualização no seu cadastro. Em alguns cadastros, não consta sequer o número de CPF dos alunos, dado indispensável para emissão de diplomas ou para a participação no Enade. “Isso tem nos causado um diagnóstico equivocado, pois, se aquele aluno não existe no sistema ou não tem informações corretas no banco de dados, não temos como planejar ações que possam incluí-lo ou considerá-lo como estatística”, explica a diretora de informação da Proplan, Raquel Trindade.

 

O recadastramento é ainda importante para levantar as informações que devem abastecer o Censo da Educação Superior do Ministério da Educação (MEC). Hoje, a UFPA possui em seu banco de dados, aproximadamente, 44 mil estudantes matriculados. No entanto, destes, cerca de 40 mil estão efetivamente cursando e participando das atividades acadêmicas. O recadastramento quer identificar alunos evadidos e chegar a um número preciso dos estudantes que estejam realmente matriculados na Instituição.

 

Texto: Jéssica Souza – Assessoria de Comunicação da UFPA

Publicado em: 09.12.2011 19:35