Hospital Bettina promove ações para conscientizar sobre o autismo

No Dia Mundial de Conscientização do Autismo, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), o qual ocorre nesta segunda-feira, dia dois de abril, o Serviço de Crescimento e Desenvolvimento Caminhar do Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza (HUBFS) realiza programação interna e externa. Na quarta-feira, dia quatro, pela manhã, a programação oferece um passeio descontraído pelo Jardim Botânico Rodrigues Alves, no Marco, com as famílias e as crianças autistas, acompanhadas pela equipe multiprofissional do Hospital. Às 14h, acontece a inauguração do Caminhar que foi revitalizado com apoio da organização não governamental Amora (Atenção Multidisciplinar, Orientação e Respeito para o Autismo).

O Caminhar, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) de Belém, possui o Ambulatório de Autismo, que funciona no Hospital Bettina e, atualmente, atende cerca de 380 crianças da capital paraense e de outros municípios do Estado.

A coordenadora do Ambulatório, a pediatra Amira Figueiras, explica que o autismo é uma alteração cerebral que afeta a capacidade da pessoa de se comunicar, estabelecer relacionamentos e responder apropriadamente ao ambiente.

Amira conta que algumas crianças, apesar de autistas, apresentam inteligência e fala intactas. Outras apresentam também déficit mental, mutismo ou profundas dificuldades no desenvolvimento da linguagem. “Alguns parecem fechados e distantes; outros, presos a comportamentos restritos e rígidos padrões de conduta. Trabalhamos com todo o carinho e amor, além de implementarmos sempre um olhar holístico para a família e não somente para o filho ou filha autista”, exemplifica.

Segundo Amira, o aumento dos casos de autismo no Brasil tem sido relatado por instituições ligadas ao atendimento a famílias de crianças, em todas as regiões brasileiras. “No Hospital, foi constituído, há mais de 15 anos, uma equipe multiprofissional para estudar a síndrome e promover um intercâmbio de informações, em rede, visando aprimorar os serviços no Pará”, informa.

Passeio - O passeio pelo Jardim Botânico Rodrigues Alves faz parte do Projeto “Exercitando a Cidadania”, o qual oferece oportunidades para discutir e compartilhar experiências que buscam integrar as famílias e as crianças aos profissionais da área de Crescimento e Desenvolvimento Infantil. As ações acontecem, ainda, por meio de técnicas de relaxamento, relatos de experiências de cuidadores, audiovisual, contato com a natureza e avaliação do Projeto – organizado pela pediatra Isabel Cristina Neves, coordenadora do Caminhar, e aprovado, este ano, pela Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da UFPA. A previsão é que as atividades ocorram até junho de 2012.

Caminhar - O Serviço Caminhar iniciou o atendimento em 2002 e tem como objetivo diagnosticar e realizar acompanhamento clínico em crianças de até 12 anos de idade, que apresentem alterações de crescimento e desenvolvimento infantil, síndromes genéticas, epilepsias, ataxias e mucopolissacaridoses. Todos os anos, em média, 16 mil crianças recebem atendimento no Bettina.

Texto: Cleide Magalhães - Asssessoria de Comunicação /HUBFS/UFPA.

Publicado em: 31.03.2012 18:15