UFPA abre inscrições para quilombolas no PS 2013

A Universidade Federal do Pará (UFPA) abre, nesta quarta-feira, 3, as inscrições para os estudantes quilombolas que desejam concorrer a uma das 358 vagas disponíveis no Processo Seletivo 2013 da Instituição. A cota para descendentes do quilombo foi implantada este ano na Universidade. O concurso é gratuito, porém os estudantes são obrigados a imprimir o boleto para a comprovação de sua inscrição. O cartão de confirmação estará disponível no site do Centro de Processos Seletivos (CEPS) da UFPA, a partir do dia 31 de outubro. Confira aqui o edital.

Este ano, o Processo Seletivo será realizado em duas etapas: a primeira será composta de uma redação e questões de conhecimentos gerais envolvendo as disciplinas Língua Portuguesa/Leitura, Matemática, História, Geografia, Física, Química, Biologia e Literatura. Ela é de caráter eliminatório e classificatório e está marcada para o dia 11 de novembro, das 14h às 18h. A segunda etapa é uma entrevista pessoal com os candidatos, após a divulgação da lista de aprovados na primeira fase pelo Centro de Processos Seletivos (Ceps).

A média final dos candidatos será calculada por meio da média aritmética das notas parciais da primeira e da segunda fases. Eles serão classificados até o limite máximo de vagas. Para cada curso de graduação da UFPA, são destinadas duas vagas para pessoas que se declaram remanescentes de quilombolas. Após a divulgação da lista de aprovados, os alunos devem comprovar sua identidade quilombola, por meio de um documento: a Declaração de Associação Quilombola, que é emitido pelas comunidades.

Números – Atualmente, a UFPA mantém seis tipos de cotas. De um lado, há reserva de 50% das vagas ofertadas regularmente aos estudantes oriundos das escolas públicas. Deste percentual, cerca de 40% são destinadas a quem se autodeclara negro ou pardo e cerca de 25% são reservadas para estudantes cuja renda familiar per capita não ultrapasse 1,5 salários mínimos.

A Universidade mantém, ainda, a possibilidade de criação de até cinco novas vagas em todos os cursos ofertados anualmente, sendo uma específica para pessoas com deficiência, duas para estudantes indígenas e, a partir deste ano, duas para candidatos de origem quilombola.

Além destas cotas, a UFPA oferta, ainda, dois cursos de graduação voltados, especificamente, aos cotistas: Educação no Campo e Etnodesenvolvimento. O edital para seleção dos candidatos ao curso de Educação no Campo também já foi lançado e encontra-se disponível no site do Ceps. Leia aqui.

Este ano, a UFPA oferece, ao todo, 8.569 vagas. Sendo que 895 se destinam aos quilombolas, indígenas e portadores de deficiência; e 126, aos cursos de Etnodesenvolvimento e Educação no Campo. Das demais 7.548, metade, ou seja, 3.774 são para estudantes da rede pública.

Texto: Coordenadoria de Imprensa e Informação da Assessoria de Comunicação da UFPA
Foto: Reprodução / Google

Publicado em: 01.10.2012 20:30