Conselho Universitário aprova Campus de Ananindeua

O Conselho Universitário – Consun – da Universidade Federal do Pará (UFPA) aprovou a criação do Campus de Ananindeua durante reunião extraordinária realizada nesta segunda-feira, 12 de agosto. O campus será construído na Granja do Icuí-Guajará, antiga residência do governador, mas funcionará, temporariamente, nas dependências da Faculdade da Amazônia (FAAM) até que as obras sejam concluídas. A oferta de vagas para os dois cursos a serem sediados no referido campus - Engenharia de Materiais e Bacharelado em Ciências e Tecnologia - já ocorrerá no Processo Seletivo 2014 (PS – 2014).

O projeto de criação do Campus de Ananindeua vem sendo discutido desde 2010 e, por meio de parcerias e convênios firmados com a Prefeitura de Ananindeua, irá se tornar realidade ainda em 2014. A previsão de funcionamento temporário nas dependências da FAAM é de três anos até a conclusão do prédio do campus, que também dividirá espaço com a Universidade Estadual do Pará (UEPA) e o Instituto Federal do Pará (IFPA).

Estrutura - O futuro campus constará de cinco salas de aula, dois laboratórios de informática com 30 micros em cada sala, uma biblioteca, oito laboratórios diversos, três salas de secretaria, duas salas administrativas e uma sala de professores residentes. Os recursos virão do Ministério da Educação (MEC), em parte, já disponibilizados, segundo informa a coordenadora do campus, professora Edilza Fontes. Ainda segundo a professora, o campus também já tem vagas garantidas para concurso de servidores, técnico-administrativos e docentes.

“O Campus de Ananindeua se inicia em condições diferentes das de outros campi”, afirma Edilza Fontes, em referência a toda a negociação e ao apoio recebido por parte do MEC e da Prefeitura de Ananindeua para tal. Inicialmente, o quadro de pessoal do campus será mantido pela Prefeitura de Ananindeua e pela UFPA e consiste em quatro secretárias, cinco serviços gerais, dez auxiliares administrativos, quatro bibliotecárias e dez técnicos especializados. Com relação ao quadro docente, o projeto descreve que existe previsão de doze doutores até o final de 2013, e 20, até o final de 2014.

Mão de obra - Os cursos de Engenharia de Materiais e Bacharelado em Ciências e Tecnologia já estão com Projetos Político Pedagógicos em construção na Pró-Reitoria de Graduação da UFPA. Ambos ofertarão 50 vagas no próximo processo seletivo aberto pela instituição, o PS 2014. A ideia é que as graduações possam atender às necessidades de mão de obra mais qualificada na área industrial e das engenharias na região. O município de Ananindeua possui montante populacional de, aproximadamente, 660 mil habitantes e seu setor mais desenvolvido é o da indústria.

Texto: Jéssica Souza – Assessoria de Comunicação da UFPA
Foto: Laís Teixeira

Publicado em: 12.08.2013 18:20