Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

PT EN ES

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > UFPA e Movimento de Emaús celebram convênio de cooperação
Início do conteúdo da página

UFPA e Movimento de Emaús celebram convênio de cooperação

  • Publicado: Quarta, 06 de Setembro de 2017, 12h49

05.09.2017 Convênio Emaús UFPA Foto Alexandre de Moraes SITE3 746x423

O Movimento República de Emaús é o mais novo parceiro da Universidade Federal do Pará para o desenvolvimento de ações conjuntas voltadas para a promoção do direito à cidadania. A assinatura do Termo de Cooperação foi realizada nesta terça-feira, dia 5, no auditório do Instituto de Ciências da Educação (ICED), no Campus Belém. O objetivo é compartilhar as experiências vividas pelas periferias de Belém e o conhecimento acadêmico-científico.

05092017 Convnio Emas UFPA Foto Alexandre de Moraes SITE7Atualmente, o Movimento República de Emaús atende a 300 crianças e adolescentes em vários projetos, entre eles, os que oferecem atividades profissionalizantes. De acordo com o padre Bruno Sechi, fundador do Movimento, a atuação ocorre de três grande eixos. “O primeiro, na garantia dos direitos, dando oportunidade a crianças e jovens de acesso à cultura, ao esporte, à educação e  à profissionalização. O segundo eixo consiste na defesa desses direitos, sempre que estão sendo lesados, principalmente por conta da violência institucionalizada, por meio do Centro de Defesa do Emaús. E o terceiro eixo é o do controle social, com a participação em conselhos, fóruns, para que possamos exercer essa voz, que é de atenção e monitoramento daquilo que são políticas públicas na sua efetivação”, disse.

05092017 Convnio Emas UFPA Foto Alexandre de Moraes SITE4Entre muitas ações a serem desenvolvidas no âmbito da cooperação agora formalizada, a Universidade publicará um edital de apoio a projetos de extensão, que visem à garantia dos direitos de crianças e adolescentes do bairro Benguí. O anúncio foi feito pelo reitor Emmanuel Tourinho. “Inicialmente, vamos disponibilizar recursos para apoiar quatro programas de extensão, com bolsas de Iniciação à Extensão, equipamentos básicos e um valor para despesas de custeio. Estamos estendendo a atuação da UFPA na comunidade, em particular a uma comunidade de periferia, que enfrenta a exclsuão e a desigualdade, visando promover a inclusão de crianças e jovens. A parceria com o Movimento de Emaús, que tem uma história de luta pelos direitos das crianças e dos adolescentes, nos honra muito e abre perspectivas muito positivas de trabalho e de cumprimento de nossa função social.”

Para a coordenadora geral do Emaús, Geogina Cordeiro, o convênio com a UFPA vai permitir uma troca importante de vivência do meio acadêmico com o dia a dia da comunidade. “Essa parceria vai dar oportunidade para que alunos e professores possam fazer das instalações do Movimento de Emaús um espaço de intervenção, seja no âmbito da pesquisa, com os materiais que nós temos à disposição, seja no âmbito da intervenção direta, com jovens e crianças, por meio de cursos e atividades socioculturais e esportivas. A Universidade, com esse leque de cursos que tem, terá um espaço grande para poder nos ajudar e, ao mesmo tempo, sendo participante nesse processo de garantia dos direitos.”

05092017 Convnio Emas UFPA Foto Alexandre de Moraes SITE5Seminário - A celebração de convênio fez parte da programação do Seminário de Formação, intitulado “Por uma solidariedade que transforma”, promovido pelo Movimento de Emaús. A mesa de debate, cujo tema foi “Crianças e Adolescentes: O Papel da Sociedade Civil e a Parceria do Estado”, foi formada pelo reitor da UFPA, Emmanuel Tourinho; pela Coordenadora do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (CEDECA-Emaús), Celina Bentes Hamoi; e pelo padre Bruno Sechi.

O evento teve a presença de representantes da Administração Superior da UFPA e do Emaús, bem como de professores, técnicos e alunos. A programação encerrou-se com a apresentação musical do Projeto Musicalizando Direitos, formada por crianças e jovens do Movimento de Emaús.

Texto: Ericka Pinto – Assessoria de Comunicação da UFPA
Fotos: Alexandre de Moraes

registrado em:
Fim do conteúdo da página