Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

PT EN ES

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > UFPA apresenta pesquisa sobre o significado dos Índices da Educação Básica no Pará
Início do conteúdo da página

UFPA apresenta pesquisa sobre o significado dos Índices da Educação Básica no Pará

  • Publicado: Quinta, 13 de Setembro de 2018, 18h45

Debate resultado IDEB Pará

Crianças de 10 anos que não sabem fazer cálculos básicos. Alunos de ensino médio com dificuldade em redação. Essa é uma realidade que aparece nos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), pesquisa do MEC que avalia o desempenho dos estudantes brasileiros dos níveis fundamental e médio. Nos dados mais recentes divulgados pela pesquisa, nenhum dos 27 Estados brasileiros atingiu metas do ensino médio, e cinco deles ainda diminuíram de nota.

Esse resultado está relacionado a importantes fatores que influenciam na educação brasileira, como a falta de investimento na formação inicial e continuada de professores, as condições precárias de trabalho nas escolas, as limitações quanto ao material didático, sem falar nos debates sobre currículo.

Questões como essas serão discutidas nesta sexta feira (14), durante o “Debate sobre os resultados do IDEB no Estado do Pará”, às 15 horas, no Auditório Setorial Profissional, da Universidade Federal do Pará. O evento é promovido pelo Núcleo de Estudos Transdisciplinares em Educação Básica (NEB/UFPA), que organizou uma comissão de pesquisadores para avaliar os números do IDEB e o que eles realmente representam para a educação paraense.

Segundo Ronaldo Araújo, diretor do NEB, é importante ir além dos números indicadores da pesquisa e entender problemáticas envolvidas dentro da avaliação do IDEB. “Não é apenas um número: é um revelador das deficiências. O número foca no produto, mas precisamos considerar o processo que gerou esses resultados”, explica o professor.

Este ano, o Pará conseguiu superar a meta do IDEB nos anos iniciais do ensino fundamental, com pontuação de 4.7, mas os anos finais do fundamental e do ensino médio continuam abaixo do esperado - 3.8 e 3.1, quando o esperado era de 4.8 e 4.2, respectivamente.

“Mesmo com os bons indicadores dos anos iniciais, percebemos que, ainda assim, há fragilidade no aprendizado das nossas crianças”, defende a professora e organizadora do evento, Ney Cristina de Oliveira. “Como cobrar uma proficiência em Matemática de um aluno que não consegue acesso a um laboratório de informática?”, questiona.

O grupo da UFPA apresentará, no evento, um documento detalhando o significado dos números do IDEB para o Estado do Pará.

Acesse os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB)

Serviço:
Debate sobre os resultados do IDEB no Estado do Pará
Data: 14 de setembro, às 15 horas
Local: Auditório Setorial Profissional
Evento aberto ao público, sem necessidade de inscrição prévia.

Texto: Mariana Vieira - Assessoria de Comunicação da UFPA
Arte: Divulgação

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página