Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

PT EN ES

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > Pesquisador da UFPA ganha o 1º lugar do “Prêmio de Fotografia-Ciência & Arte” do CNPq
Início do conteúdo da página

Pesquisador da UFPA ganha o 1º lugar do “Prêmio de Fotografia-Ciência & Arte” do CNPq

  • Publicado: Quarta, 10 de Outubro de 2018, 18h12

CAT 1 1 LUGAR Adriano Oliveira Maciel 400387 2018 2

"Vida escondida”. A foto de Adriano Oliveira Maciel, atualmente pesquisador de pós-doutorado da Universidade Federal do Pará (UFPA), ganhou o primeiro lugar da categoria "Imagens produzidas por câmeras fotográficas: ambiente natural e antrópico", do Prêmio de Fotografia - Ciência & Arte, promovido pelo CNPq. O prêmio de fotografia do CNPq esteve em sua sétima edição e trouxe duas categorias: “Imagens produzidas por câmeras fotográficas” e “Imagens produzidas por instrumentos especiais”.

A foto de Adriano, que é biólogo, foi feita no Parque Estadual do Utinga, em Belém (PA), e registra o pequeno lagarto Lepidoblepharis heyerorum em seu habitat natural. No caso, uma minúscula lagartixa que vive escondida entre folhas, galhos e outros materiais encontrados naturalmente no chão das florestas.

“Ao coletar o exemplar do lagarto para identificação, resolvi fotografá-lo enquanto ele tentava se esconder em uma folha seca e enrolada. Foi uma tentativa de mostrar, o mais próximo possível, como o animal vive em seu ambiente. Eu fiz mais de cem fotos, uma delas, foi a escolhida e premiada”, afirmou o pesquisador.

Adriano Maciel conta que ficou sabendo da premiação por meio de amigos e resolveu inscrever-se após uma exaustiva busca em seu banco de fotografias. Era preciso que a imagem estivesse relacionada com alguma pesquisa em que ele estivesse envolvido. “Então, escolhi uma foto que retrata a maneira como aquele lagarto vive na natureza. Portanto, tendo avaliado a qualidade de muitas fotografias por mim produzidas, me senti confiante e resolvi participar”. A imagem recebeu o primeiro lugar na categoria inscrita.

“Senti-me muito feliz e orgulhoso com o prêmio, pois tenho a fotografia como uma ferramenta na ciência desde quando entrei na graduação em Ciências Biológicas, em 2002. A notícia da primeira colocação no concurso e depois a cerimônia de recebimento do prêmio na SBPC, em Alagoas, me deixaram muito estimulado a continuar investindo em câmeras e lentes melhores”, complementou.

Para o pesquisador, é muito importante que a UFPA e o Museu Goeldi tenham estado representados nessa premiação, uma vez que a divulgação de imagens da biodiversidade amazônica, neste caso atrelado à pesquisa científica, leva a público o conhecimento que está sendo gerado na Academia (universidades e institutos de pesquisa). “Em outras palavras, é prestar contas e educar ao mesmo tempo”, disse.

Sobre o prêmio - O Prêmio de Fotografia - Ciência & Arte tem como objetivos fomentar a produção de imagens com a temática de Ciência, Tecnologia e Inovação, contribuir com a divulgação e a popularização da ciência e tecnologia e ampliar o banco de imagens do CNPq. Em cada categoria, são premiados até três candidatos. As premiações concedidas consistem em importância em dinheiro e, para os primeiros colocados, em passagem aérea e hospedagem para participar da Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Para ver as demais imagens premiadas, acesse o site do concurso.

Texto: Jéssica Souza – Assessoria de comunicação da UFPA
Foto: Divulgação (vencedora do prêmio)

registrado em:
Fim do conteúdo da página