Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

PT EN ES

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > Universidade Federal do Pará recebe homenagem da Assembleia Legislativa pelos 60 anos de fundação
Início do conteúdo da página

Universidade Federal do Pará recebe homenagem da Assembleia Legislativa pelos 60 anos de fundação

  • Publicado: Terça, 22 de Agosto de 2017, 17h27

210817 Alepa foto Alexandre Yuri 01 746x423

Foi realizada, na tarde desta segunda-feira, 21, no auditório da Assembleia Legislativa do Estado do Pará, sessão solene em homenagem aos 60 anos da Universidade Federal do Pará. Na cerimônia, a Universidade Federal do Pará foi agraciada com a Medalha e o Diploma da Ordem do Mérito da Cabanagem e o reitor da Instituição, Emmanuel Tourinho, foi agraciado com a Medalha e o Diploma da Ordem do Mérito da Cabanagem no grau de Mérito Especial. Ao final da sessão, o reitor e o presidente da Assembleia Legislativa, Deputado Márcio Miranda, assinaram um convênio de cooperação técnico-científica entre o legislativo estadual e a Universidade.

210817 Alepa foto Alexandre Yuri 08 373x212Compuseram a mesa principal da solenidade, além do presidente da ALEPA e do reitor Emmanuel Tourinho, o vice-reitor da UFPA, professor Gilmar Pereira da Silva; o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica, professor Alex Bolonha Fiúza de Mello, que representou o governador do Estado do Pará, Simão Jatene; o ex-vice-reitor da UFPA e presidente da Academia Paraense de Letras, professor Alcyr Meira; a coordenadora geral do Diretório Central dos Estudantes da UFPA, discente Gabriela Santos; o diretor do Instituto Evandro Chagas, Pedro Fernando da Costa Vasconcelos; a ex-governadora do Estado do Pará, Ana Júlia Carepa; e os deputados estaduais Airton Faleiro e Carlos Bardalo – este último, autor do requerimento que deu origem à sessão solene.

210817 Alepa foto Alexandre Yuri 03 373X212Também prestigiaram a cerimônia a ex-vice-reitora da UFPA, Marlene Freitas; o vice-reitor da UEPA, professor Clay Anderson Nunes Chagas; a presidente do PROIFES/UFPA, Socorro Coelho, e os pró-reitores de Administração, João Cauby de Almeida Junior; de Planejamento, Raquel Trindade Borges; de Extensão, professor Nelson José de Souza Júnior; de Pesquisa e Pós-Graduação, professor Rômulo Simões Angélica; de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal, Karla Andreza Duarte de Miranda; o prefeito multicampi, professor Eliomar Azevedo do Carmo; bem como professores e estudantes.

Reconhecimento – Para o deputado estadual Márcio Miranda, a Universidade possui importância não só para Belém como também para os demais municípios paraenses e para a Amazônia brasileira. Já o deputado Carlos Bordalo ressaltou o valor do ensino superior público para o desenvolvimento do País. “Há um projeto em curso, de desmonte das universidades públicas, com a intenção de privilegiar o bem privado em relação ao público. Por isso a necessidade de reconhecer e parabenizar a UFPA como instituição que produz um saber sistematizado para enfrentar problemas e desafios sociais”, disse.

sessao solene 03 373x212O público presente emocionou-se quando o professor Alcyr Meira, que participou da implantação da UFPA em Belém, lembrou que recebeu pessoalmente o então presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, acompanhado pela primeira-dama Sarah, na cerimônia de inauguração das atividades universitárias, realizada no Theatro da Paz. “A Universidade foi a coisa mais importante que aconteceu na minha vida”, declarou.

Capilaridade – O vice-reitor Gilmar Pereira destacou dois momentos importantes na história da UFPA. O primeiro, seu reconhecimento e sua fundação. O segundo, a interiorização. “Há 30 anos, pela predisposição dos gestores da época, a Universidade foi instalada em oito campi, dois dos quais são, hoje, universidades federais – a do oeste do Pará (UFOPA), em Santarém; e a do sul e sudeste do Pará (Unifesspa), em Marabá. A proposta inicial era qualificar os professores do ensino básico, porém todos os campi cresceram extraordinariamente e já ofertam, nos dias atuais, cursos de bacharelado e também de mestrado.  Esses campi possuem estrutura física e científica maiores do que muitas universidades”, disse. “A Universidade é um instrumento indutor do desenvolvimento do Pará e da Amazônia.”

210817 Alepa foto Alexandre Yuri 06 373x212Qualidade – O reitor Emmanuel Tourinho afirmou que o programa de formação de professores do ensino básico, por meio do Plano Nacional de Formação de Professores (Parfor/UFPA), é o mais abrangente do Brasil, pois atua em mais de 60 municípios e já qualificou ou está qualificando mais de 12 mil educadores. Da mesma forma, o reitor destacou as atividades do Parque de Ciências e Teconologia (PCT Guamá), que atendem o setor industrial.

“A UFPA está presente na formação de profissionais, na produção de conhecimento e na prestação de serviços. É importante que se reafirme que aqui, na Amazônia, se faz ciência de altíssima qualidade, com impacto na ciência mundial acima da média brasileira, segundo dados das agências de monitoramento das atividades científicas. Temos compromisso com a sustentabilidade e com a inclusão; com a valorização das nossas riquezas naturais e culturais. Não contamos com condições comparáveis às das demais regiões brasileiras, uma vez que recebemos menor financiamento. No entanto isso nos motiva, ainda mais, a reunir esforços e trabalhar pelo desenvolvimento da Amazônia”, disse.

O reitor Emmanuel Tourinho afirmou, ainda, que a UFPA foi uma das primeiras a promover o acesso de estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, negros, indígenas, quilombolas e ribeirinhos e está comprometida com a garantia de condições para a permanência desses alunos, para que venham a assumir, no futuro, posições de liderança na sociedade.

Texto: Thaís Braga – Assessoria de Comunicação da UFPA
Fotos: Alexandre Iuri e Arquivo do MUFPA

registrado em:
Fim do conteúdo da página