Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

PT EN ES

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > Projeto “Floresta enegrecida” do Campus Bragança leva alunos ao Arquivo Público
Início do conteúdo da página

Projeto “Floresta enegrecida” do Campus Bragança leva alunos ao Arquivo Público

  • Publicado: Terça, 12 de Setembro de 2017, 18h29

arquivo público 1

Estudantes da Faculdade de História da UFPA, Campus Bragança, com o professor Bruno Rodrigues realizaram uma aula de campo nas dependências do Arquivo Público da Prefeitura de Bragança. A atividade faz parte da agenda de trabalhos do Projeto “Floresta enegrecida”, que visa levantar informações sobre a escravidão e a população afrodescendente na região bragantina.

O Arquivo Público de Brangança foi escolhido em virtude da grande variedade de documentos de que dispõe, como antigos jornais, leis, decretos, relatórios de prefeitos, registros da população escrava que habitou Bragança e seus entornos e até mesmo cartas de alforria.  De acordo com os funcionários do local, José Fernando Júnior e Elny Silvania, entre os documentos catalogados, existem manuscritos dos anos de 1830 até as últimas décadas do século XX. "Uma verdadeira riqueza que diz muito sobre o passado e a memória dos habitantes da região bragantina, que precisa ser mais divulgada e frequentada pela própria população da região”, destacou o professor Bruno Rodrigues.

arquivo público 373x212Para os estudantes que participaram da aula, esta visita significou uma oportunidade de reconhecer a riqueza guardada na Instuição que é pouco conhecida pelo grande público. “A preservação, assim como o conhecimento sobre o local, é de suma importância, pois está contida nestes documentos a memória da cidade, e o acesso ao local pode proporcionar o desenvolvimento de estudos para o melhor conhecimento das situações atuais que norteiam a cidade de Bragança”, comentou Natália Aviz, aluna da UFPA, presente na visita ao Arquivo Público.

“É de sua importância ter lugares de conhecimento como este na cidade. Porém é preciso melhorias e investimentos, pois, sem dúvida, o espaço é importante tanto para os estudantes como para a sociedade em geral”, reforçou Naelly Bianca, aluna visitante. E com o objetivo de ajudar na valorização e preservação da história local, os estudantes da Faculdade de História e o professor Bruno Rodrigues deverão promover outros eventos em cooperação com a direção do Arquivo Público e de escolas da cidade.

Para aqueles que também desejam conhecer um pouco mais da história de Bragança, o Arquivo Público pode ser visitado de segunda a sexta, das 8h às 13h30, no antigo prédio da Prefeitura de Bragança, na Rua 9 de setembro, s/n, bairro Cereja (antigo Seminário Santo Alexandre Sauli).

Texto e fotos: Divulgação

registrado em:
Fim do conteúdo da página