Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

PT EN ES

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > Procissão do Círio de Nazaré ocorre na UFPA pela nona vez
Início do conteúdo da página

Procissão do Círio de Nazaré ocorre na UFPA pela nona vez

  • Publicado: Domingo, 24 de Setembro de 2017, 12h12

CAPACirio UFPA Foto Alexandre de Moraes site 4

O Campus do Guamá, da Universidade Federal do Pará (UFPA), em Belém, abriu os portões na manhã desta sexta-feira, 22, para pôr em prática o tema do Círio de Nazaré 2017: "Maria, Estrela da evangelização". Laica e com o princípio de respeitar todas as confissões religiosas, a Academia acolheu que vários de seus membros prestassem homenagem à padroeira dos paraenses, iniciativa que ocorre desde 2009 e, a cada ano, atrai um número expressivo de devotos. A procissão é organizada por um grupo de servidores técnico-administrativos, professores, estudantes e pelo Grupo de Oração Universitário (GOU) e faz parte da programação oficial do Círio. O evento iniciou-se com visita da imagem no Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza (HUBFS), do Complexo Hospitalar da UFPA/Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), e encerrou-se no "Vadião", com missa celebrada pelo bispo de Ponta de Pedras, Dom Teodoro Mendes Tavares.

Cirio UFPA Foto Alexandre de Moraes site 3 373x212A imagem da Virgem de Nazaré chegou ao HUBFS às 7h, recebida pelo reitor da UFPA, Emmanuel Tourinho. A partir daí, foi conduzida pelos gestores e funcionários a vários espaços da instituição hospitalar. Segundo o reitor, a iniciativa do Círio na UFPA é "uma ação de integração dos servidores a um momento de toda a sociedade paraense, de fé, congraçamento, solidariedade e compartilhamento de objetivos por um mundo melhor”.

O gerente de Atenção à Saúde do hospital, Francisco Palheta, fez questão de ser um dos condutores, sobretudo, por vivenciar o primeiro Círio como gestor do Bettina. Na opinião dele, "o momento foi especial, por ver o envolvimento do Bettina, funcionários, alunos e residentes na organização dessa programação. A gente sabe da religiosidade que envolve Belém e o Pará em outubro. Então, a visita dela nos enche de renovação e esperança em dias melhores, nos abençoando para oferecer um serviço de qualidade aos que necessitam", enfatizou.

Cirio UFPA Foto Alexandre de Moraes site 9 373x212Pacientes - Aos cinco anos de idade e à espera de alta da cirurgia de amígdala e adenoide, o pequeno Daniel manifestou no Bettina gesto de fé igual ao de um adulto. Mãos erguidas em direção à imagem, ele rezava o Pai Nosso nos braços de sua mãe, Carla Patrícia Amaral. "Este é o segundo encontro dele com ela. O primeiro foi na Santa Casa, onde fez cirurgia quando tinha um mês de vida. A gente vê que ele acredita em Nossa Senhora, acompanha na TV os programas que ela aparece e pede bênção. Então, era para estarmos aqui hoje e recebermos essa visita", disse.

Tereza Miranda, paciente de Oftalmologia, revelou ser, católica e seguir o Espiritismo kardecista. Mas, segundo ela, a fé que tem em Maria "maior que tudo" e encontrar Nossa Senhora no Bettina, prestes a fazer cirurgia de catarata, foi a certeza de um procedimento bem-sucedido.

Cirio UFPA Foto Alexandre de Moraes site 2 373x212Roteiro – A romaria circulou pelo Campus Profissional e pelo Básico da Univesidade. A cada instituto ou faculdade por onde passava a santa, os devotos a reverenciavam com fogos e até doação de fitinhas. No final do percurso, a imagem foi recebida pelo vice-reitor da UFPA, Gilmar da Silva.

Para a organização, "um dever cumprido". Foi o que desabafou a representante da coordenação da atividade, Nádia Nogueira. Segundo ela, os servidores envolvidos na programação se empenham ano a ano para realizá-la e comentou que, embora a instituição de ensino seja laica, “há uma comunidade católica universitária que crê na evangelização por meio de Maria para chegar ao filho, Jesus”.

Cirio UFPA Foto Alexandre de Moraes site373x212A Diretoria da Festa do Círio foi representada pelo médico otorrinolaringologista do HUBFS, Cláudio Acatauassu. Ele ressaltou que a presença de Nossa Senhora em uma instituição científica e de ensino como a UFPA possibilita que as pessoas envolvidas com a ciência passem a olhar mais para a sua espiritualidade. Como cristão, enfatizou que os organizadores do evento cumprem o que está na Bíblia: "Ide e evangelizai", levando a mensagem do Pai a todos os ambientes.

Texto: Edna Nunes – Ascom Complexo Hospitalar da UFPA/Ebserh.
Fotos: Alexandre de Moraes

registrado em:
Fim do conteúdo da página