Ir direto para menu de acessibilidade.

Seletor idioma

PT EN ES

Opções de acessibilidade

Página inicial > Ultimas Notícias > Evento nacional reúne na UFPA pesquisadores e profissionais da Museologia
Início do conteúdo da página

Evento nacional reúne na UFPA pesquisadores e profissionais da Museologia

  • Publicado: Terça, 14 de Novembro de 2017, 18h28

Seminário Brasileiro de Museologia

"Museologia e suas Interfaces Críticas: Museu, Sociedade e os Patrimônios" será o tema central do 3º Seminário Brasileiro de Museologia (Sebramus), que ocorrerá entre os dias 20 e 24 de novembro, em Belém. Realizado pela Universidade Federal do Pará (UFPA), por meio do curso de Museologia, da Faculdade de Artes Visuais do Instituto de Ciências da Arte (FAV/ICA), o evento é uma promoção da Rede de Professores e Pesquisadores do campo da Museologia.

A programação do 3º Sebramus terá atividades diversificadas. Além da conferência de abertura, apresentará cinco mesas de discussão sobre temáticas atuais, 144 comunicações orais sobre pesquisas em Museologia e 42 pôsteres científicos, divididos em 15 grupos de trabalho (GTs). Também haverá espaços para lançamentos de livros, aplicativo, rodas de conversas, minicursos, oficinas, reuniões dos fóruns de Museus Universitários e de coordenadores de cursos de Museologia do Norte e Nordeste, assembleia dos integrantes da Rede e festa de encerramento (veja a programação na íntegra no site do Sebramus).

Toda a parte da manhã do primeiro dia do Sebramus será dedicada ao credenciamento dos participantes. No período da tarde, ocorrerá a solenidade de abertura oficial do evento, seguida de conferência no Centro de Convenções Benedito Nunes da UFPA, localizado no Campus Básico, no bairro Guamá, em Belém. Ainda no primeiro dia, no final da tarde, haverá lançamento de livros e do aplicativo Patrimônio Urbano Virtual (PUV), que disponibiliza informações sobre os monumentos de Belém, além de visitas virtuais desses espaços. O aplicativo foi desenvolvido no âmbito do Projeto Transcodificações Urbanas da UFPA, coordenado pela professora do curso de Museologia Carmen Silva.

Mesas temáticas – As mesas temáticas, que ocorrerão sempre pela parte da tarde, no auditório do Centro de Convenções da UFPA, vão abordar questões relacionadas à pesquisa e a temas atuais, como a polêmica envolvendo a exposição Queermuseu - Cartografias da Diferença na Arte Brasileira.

A primeira mesa temática será Pesquisa em Museus e Museologia, na terça-feira, 21/11, entre as 14h e 16h. A proposta desta mesa é apresentar pesquisas em museus e museologia realizadas no Brasil e no exterior e debater sobre o assunto. Compõem a mesa as professoras representantes da Museologia do Norte e do Nordeste brasileiros Carmen Silva (UFPA), Sidélia Teixeira (UFBA), Áurea Pinheiro (UFPI), que falarão sobre pesquisas realizadas nos Estados do Pará, do Piauí e da Bahia, e o professor João Brigola, da Universidade de Évora. A mesa contará com a mediação do professor Tadeu Costa (UFPA).

Ainda na terça-feira (21/11), das 17h às 19h, ocorre a segunda mesa temática: Museus, Museologia e Patrimônio: Questões Pós e Decoloniais, que pretende ser um espaço para refletir sobre os esforços do campo museológico em se conectar com as teorias pós e decoloniais. Serão expositores nesta mesa os professores Alexandro de Jesus (UFPE), Luciana Souza (UNIRIO), Jerônimo Silva (Unifesspa), e a mediação ficará por conta do professor Francisco Sá Barreto (UFPE).

Na quarta-feira (22/11), a primeira mesa da tarde será Museus, Diversidade e Representatividade, entre às 14h e 16h. A coordenação do evento propôs esta mesa para convidar à reflexão sobre a presença e a ausência da diversidade cultural brasileira no museus e pesquisas museológicas. Mediada pelo professor Hugo Menezes (UFPE), a mesa terá a participação dos professores do campo da Museologia, Joseania Miranda (UFBA), Alexandre Gomes (UFPE), Marcelle Pereira (UNIR) que falarão, inclusive, sobre lugar da cultura negra, indígena e ribeirinha nos museus e na discussão museológica contemporânea.

O debate sobre a diversidade continuará em pauta na quarta mesa intitulada Cultura, arte e memória LGBT nos museus: ressonâncias do episódio queermuseu, que abordará a discussão atual no cenário artístico e político brasileiro, que atinge diretamente os museus e o pensamento museológico, acerca da cultura, da arte e da memória LGBT nos espaços museais. A mesa, que será realizada das 17h às 19h, quer problematizar a falta de representatividade LGBT em tais espaços e refletir acerca da controvérsia envolvendo a censura às obras de arte e às exposições cujo conceito, de algum modo, tangencie a ideia de diversidade sexual. Estarão nesta mesa, que será mediada por Érico Muniz (UFPA), Felipe Areda, do Instituto Cultura, Arte e Memória LGBT, e os professores Ernani Chaves (UFPA) e Jean Baptista (UFG).

A quinta e última mesa temática do Sebramus será na quinta-feira (23/11), das 14h às 16h. Abordará o tema Curadoria, Mediação e Estudo de Público: Perspectivas Críticas. Integrarão a mesa as professoras Caroline Ruoso (UFMG), Gleyce Kelly Heitor (UFG) e Marília Xavier Cury (USP). Mediada pelo professor John Fletcher (UFPA), a proposta da mesa é apresentar perspectivas críticas para atualizar as discussões clássicas, provocar a elaboração de novas ideias e, como feito advertido, evidenciar a importância dessas constituintes para a discussão sobre museus e Museologia no Brasil.

A programação terá a apresentação coletiva, no período da tarde, das 16h às 17h, no hall do Centro de Convenções da UFPA, nos dias 22 e 23 de novembro, dos 42 pôsteres com relatos de estudos realizados em universidades e museus de todo o Brasil. As 144 comunicações orais que também abordam pesquisas desenvolvidas em Museologia, com diálogos interdisciplinares com outras áreas de estudo, serão realizadas pela manhã, na Faculdade de Artes Visuais, como atividades dos 15 Grupos de Trabalhos com diversas temáticas e coordenados por professores e pesquisadores do campo de várias regiões do País. O 3º Sebramus contará, ainda, com programação cultural e com um estande da Editora da UFPA, que apoia o evento com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Texto e arte: Divulgação

registrado em:
Fim do conteúdo da página